Procedimentos de fertilização artificial aumentam as chances de gestação de gêmeos?



CURIOSIDADE SOBRE GÊMEOS: MITO OU VERDADE?


Olá a todos! Mais uma sexta chegou e com ela nossa curiosidade sobre gêmeos!

A pergunta de hoje é:


Procedimentos de fertilização artificial aumentam as chances de gestação de gêmeos monozigóticos ou dizigóticos?


Mito ou verdade?


A resposta é...



Verdade!


A ligação entre fertilização artificial e aumento no nascimento de gêmeos nos países ocidentais tem sido bem documentada e estudada, e o aumento maior de gêmeos DZ em comparação com os MZ tem atraído atenção. As taxas de nascimento de gêmeos monozigóticos em concepções naturais é cerca de 3-4%, e a possibilidade aumenta entre 2 e 12 vezes após a fertilização artificial.

Sabe-se que os dois maiores fatores responsáveis por o aumento dos nascimentos de gêmeos desde 1980 são o uso de fertilização artificial e de gravidez em idade mais avançada. Como já abordado em um post anterior, a gravidez em idade mais avançada aumenta a taxa natural de nascimento de gêmeos dizigóticos pois a ovulação dupla fica mais comum. Além disso, outro ponto a ser considerado é que as mulheres com idades mais avançadas começam naturalmente a apresentar dificuldades na fertilização, e por isso são também as mais propensas a procurar assistência da fertilização artificial.

Estima-se que a influência da fertilização artificial no nascimento de gêmeos seja 2 a 3 vezes maior do que a gravidez com idade avançada, embora isso varie entre os países.



E aí, gostou da nossa curiosidade de hoje?

Já sabia que era verdade? Conta pra gente nos comentários!

Ah, e aproveita para nos dizer qual a próxima curiosidade que você gostaria de ver aqui!




Fonte: SEGAL, N. L. Twin Mythconceptions: False Beliefs, Fables and Facts about Twins. Academic Press, 1st Edition, February, 2017.

0 comentário