Compartilhar o útero é o que torna gêmeos monozigóticos iguais?

Mais uma sexta chegou e é claro que trouxemos mais uma curiosidade sobre gêmeos, e a pergunta de hoje é:


Dividir o útero faz com que gêmeos idênticos sejam iguais?



E a resposta é...



Mito!



Gêmeos MZ não são parecidos por compartilharem um útero. Na realidade, é o oposto!

Existem muitos fatores que trabalham contra a semelhança de gêmeos MZ, e muitos ocorrem antes ou no momento do nascimento. As diferenças podem estar relacionadas com características de seu ambiente intrauterino, como por exemplo o posicionamento fetal, e também à saúde física de sua mãe. Como a gravidez de gêmeos é uma gravidez de risco, há várias complicações que podem fazer com que um gêmeo tenha alguma diferença em relação ao outro, como defeitos cardíacos, diferenças de altura, predisposição a contrair doenças etc.

Muitos dizem que gêmeos idênticos geralmente têm personalidades semelhantes, mas não idênticas. Nesse sentido, pesquisas mostram que os gêmeos MZ com córion* único são mais parecidos em personalidade do que aqueles com dois. Isso porque os gêmeos MZ dicoriônicos não são expostos aos mesmos estresses e tensões pré-natais que os de córion único.

Outro exemplo é que alguns estudos mostraram que gêmeos nascidos de mães infectadas pelo HIV não têm a mesma probabilidade de contrair a infecção, pois o gêmeo posicionado mais abaixo no canal do parto está mais exposto à mucosa vaginal e, portanto, corre maior risco em comparação ao outro. Como os gêmeos se saem em relação aos resultados da exposição ao HIV também pode vir de fatores epigenéticos (eventos que afetam a expressão gênica) e interações que podem afetar a forma como a doença progride.


E aí, gostou da nossa curiosidade de hoje?


Já sabia que era mito? Conta para a gente nos comentários!


Ah, e aproveita para nos dizer qual a próxima curiosidade que você gostaria de ver aqui!


Fonte: SEGAL, N. L. Twin Mythconceptions: False Beliefs, Fables and Facts about Twins. Academic Press, 1st Edition, February, 2017.


*O córion é uma membrana localizada na parte de fora do âmnio, que tem como função proteger o embrião. Suas células penetram no endométrio, formando a placenta.


0 comentário